3:29 pm - sexta-feira junho 20, 2397

PESQUISA PHOENIX MOSTRA: Vitória de Japonês em Vilhena é irreversível

74 Viewed admin 0 respond

Com a impugnação do registro de candidatura de Rosani Donadon (MDB) e sua alta rejeição entre o eleitorado de Vilhena, a vitória do candidato a prefeito Eduardo Japonês (PV) já é dada como irreversível.

Japonês não somente ganhou a confiança do eleitor, colocando um basta ao reinado dos Donadon na cidade nessa eleição, como atualmente lidera as intenções de voto na eleição suplementar de prefeito de Vilhena.

É o que mostra a terceira pesquisa divulgada esta semana pelo Instituto Phoenix de Pesquisa.

Japonês hoje está com 49,7% das intenções de voto contra 42,6% de Rosani Donadon. O número de indecisos é de 7,7%. Foram ouvidos 322 eleitores em dezesseis bairros da cidade.

Dados da pesquisa: 

JUSTIÇA ELEITORAL
Em cumprimento ao que dispõe o art. 33º e seus §§ 1º e 2º da Lei nº 9.504/97, assim como o
art. 8º da Resolução TSE nº 23.453/2015, comunicamos, para ciência dos interessados, que a
empresa J J COELHO – ME / INSTITUTO PHOENIX & ASSOCIADOS encaminhou à Justiça
Eleitoral os dados referentes à pesquisa eleitoral das eleições Eleições Municipais
Suplementares 2016, protocolizada sob o nº RO-02433/2016, contratada por JR SERVICOS
DE EDICAO DE JORNAL RONDONIA LTDA / DIVULGADORA BRASIL DE MULTIMIDIA e
registrada no sistema de registro de pesquisas eleitorais em 23/05/2018.
A V I S O
Aviso gerado às 17:33:50 de 23/05/2018.
A autenticidade deste aviso poderá ser confirmada na página do Tribunal Superior Eleitoral na
Internet, no endereço http://www.tse.jus.br, por meio do código F742.A98D.7C65.C5F0.
Resolução TSE nº 23.453/2015:
“Art. 7º Efetivado ou alterado o registro, será emitido recibo eletrônico que conterá:
I – resumo das informações; e
II – número de identificação da pesquisa.”
Dados e informações registradas (conteúdos de responsabilidade de quem registra a pesquisa,
não aferidos pela Justiça Eleitoral no ato de registro):
• Empresa contratada • Eleição • Cargos • Abrangência (UF/Município) • Valor da pesquisa
• Estatístico Responsável • Registro do estatístico no CONRE • Nº de entrevistados • Plano amostral
• Datas de início e término • Metodologia de • Nota Fiscal
• Dados relativos aos municípios e bairros abrangidos pela pesquisa / área em que foi realizada a
• Sistema interno de controle e verificação, conferência e fiscalização da coleta de dados e do trabalho
• Questionário completo aplicado ou a ser aplicado em formato PDF

METODOLOGIA DE PESQUISA VILHENA- RO METODOLOGIA UTILIZADA NO DESENVOLVIMENTO DESTA SONDAGEM Município de Vilhena. O objetivo principal desta pesquisa é identificar as intenções de voto, para prefeito , no pleito majoritário averiguando as devidas tendências. MÉTODO: PROBABILÍSTICO ESTRATIFICADO COM SORTEIO DE MULTIPLOS ESTÁGIO. Por tratar-se de um estudo de natureza descritiva, com característica de um público conhecido, desenvolvemos um método direto de investigação, através da amostragem probabilística. Assim na abrangência da área geográfica do município, aplicamos um percentual pré-definido nas proporções do universo de eleitores, baseando-se também nos percentuais eleitorais para cada micro setor da região pesquisada, de acordo com as tabela apresentadas. O critério de seleção obedece as informações e dados do TRE e IBGE. As entrevistas serão na quase totalidade efetuadas nos domicílios dos eleitores, após a certificação de que os mesmos votam no município e se dispõem a responderem as perguntas apresentadas. Selecionamos (16) Bairros e setores sorteados entre as determinadas regiões, afim de que possamos ter a representatividade necessária. Que resulta em mais de 2¿3 da abrangência da população e do contingente eleitoral de todo o município. Para atingirmos os propósitos deste estudo utilizamos a técnica de pesquisa por amostragem, que reside na apreensão sistemática e extensiva das tendência dos indivíduos inseridos no universo pesquisado e que integram a realidade a ser investigada. A validade deste tipo de pesquisa está na possibilidade de se aferir à intensidade de tendências, permitindo a sua quantificação e qualificação. O instrumento de consulta e coleta de dados utilizados será um formulário de questionamento misto contendo algumas perguntas estimuladas (optativas) e outras semiabertas de caráter mais informativo. Este último tipo de questão permite que se evite indução da resposta, assim, como possibilita que se tenha conhecimento dos quadros de referência dos entrevistados. Com isso, obtêm-se também posições qualitativas das opiniões coletadas e que permitam aos interessados: traçar perfis, avaliar gestões e serviço; identificação e desempenho das ações em estudo, pelo cruzamento das respostas obtidas. O UNIVERSO da pesquisa será constituído pelos eleitores da unidade municipal, segmentada pelos variáveis de sexos e faixa etária definidas a partir das idade de 16 anos, integrantes de todas as camadas socioeconômicas, sem distinção de raça, cor, crenças, naturalidade e costumes. Para garantir a confiabilidade dos resultados, colocamos em campo agente de instrução com nível médio, treinado para o fim específico, supervisionado por chefes de equipe que acima de tudo primam pela neutralidade dos dados apreendidos. O trabalho terá a duração de até três dias, período 28 a 30/05/2018 programados de acordo com o cronograma de serviços e mais até (03) dias ininterruptos, serão empregados na tarefa de: Revisão, processamento e Tabulação Geral, dos (322) questionários. Aplicados Finalizando assim com a publicação dos dados, salvo se algum acidente de percurso, que possa naturalmente retardar a coleta de dados em campo. Quanto a estratificação das quotas: consiste em si determinar o bairro ou setores por sorteio, determinando ao agente coletor a quantidade de entrevistas para cada período diário e o percentual por faixa etária e sexo, tornando assim a amostragem equiprobabilística. EQUIPE: Um grupo de (04) agentes pesquisadores realizará a coleta de dados em campo, nos bairros e localidades sorteadas, dentre os limites do município, coletando assim as entrevistas que haverão de compor a amostragem prevista.
 
Plano amostral e ponderação quanto a sexo, idade, grau de instrução e nível econômico do entrevistado; intervalo de confiança e margem de erro:
Plano amostral e ponderação quanto a sexo, idade, grau de instrução e nível econômico do entrevistado; intervalo de confiança e margem de erro: PLANO AMOSTRAL PONDERAÇÃO: Este plano foi elaborado com base no contingente populacional pautados diretamente no eleitorado do estado, por tratar-se de um levantamento exclusivo de intenção de voto, com vistas à eleição vindoura do próximo mês de outubro. Desta forma, baseado nos dados estatísticos do IBGE referente ao município, as quotas com o perfil das pessoas a serem entrevistado como poderá ser observado na tabela de estratificação. Quanto a sexo, idade, grau, de instrução nas devidas proporções dos entrevistados,estabelecendo- se assim a margem de erro e nível de confiança.Por outro lado, adequamos a escolha dos Bairros dentro da proporcionalidade populacional de cada micro Região geograficamente delimitado, como também poderá ser visto. As seis regiões foram contempladas conforme sua devida densidade eleitoral, mantendo-se assim a proporção no peso amostral de cada unidade regional. Desta forma a amostragem será produzida pelos questionários feitos à base de entrevistas individuais, nos variados setores censitários estratificados, tendo-se como base o universo da pesquisa respaldado no contingente de eleitores do município, dos quais serão retiradas estas amostras em quantidade representativa, obedecendo os critérios acima expostos. O Intervalo de confiança é de 96%, o que significa dizer que em 100 trabalhos desta natureza, somente (04) poderão apresentar uma variação fora do previsto. Margem de erro: para mais ou menos 2,83%, de acordo com a tabela fornecida pelo estatístico responsável.
 
Sistema interno de controle e verificação, conferência e fiscalização da coleta de dados e do trabalho de campo:
Sistema interno de controle e verificação, conferência e fiscalização da coleta de dados e do trabalho de campo: Sistema interno de controle e verificação, conferência e fiscalização da coleta dos dados de campo: Como variáveis de controle, seguimos a risca neste trabalho as recomendações da Lei Eleitoral Vigente, que estabelece como padrões de controle as variáveis dentro dos percentuais apresentados pelo IBGE, nas últimas aferições dos sensos populacionais. Assim enquadramos religiosamente dentro da variável de faixa etária e quota de sexos. Os índice amostrais que determinarão a ponderação das variáveis. Respeitando as variações permitidas, nunca superiores a margem de erro estabelecido. Quanto a área física em cada bairro serão escolhido, as ruas, em proporção ao número de amostra de cada unidade , de formas a mapearmos na proporção equiprobabilística. Dentre as cinco classes socioeconômicas definidas: A, B, C, D e E, e também o nível de escolaridade dos entrevistados, em número de quatro classes, a saber: Superior Completo ou incompleto, básico, primário ou fundamental e semi-analfabeta ou analfabeto funcionais, encaixados dentro das proporções do ultimo senso demográfico, funcionando como variáveis decorrentes e não de controle excepcionalmente. A atividade funcional e religião dos entrevistados não requerem qualquer controle, visto que serão elementos somente passíveis de checagem ou acompanhamento, desta forma, não entram na pauta de controle das informações apreendidas. Na conferência de questionários e revisão de dados se faz de imediato após a coleta de campo, em aproximadamente 15 % dos questionários tendo em vista a relação de telefones, ou email fornecidas por parte dos respondentes, tendo em vista também, averiguar possíveis irregularidades na coleta ou mesmo no preenchimento dos dados fornecidos. A relação dos bairros com seus respectivos número de amostra será enviada posteriormente, logo após sejam catalogados todas as amostras planejadas. Questionário (vide cópia anexa). Nota: Embora a amostragem tenha sido enquadrada proporcionalmente nas devidas faixas de controle, no concernente as variáveis de classe socioeconômica e instrução escolar, possa haver sempre alguma oscilações de faixa para faixa, em razão das fontes oficiais estarem sempre desatualizadas e as mudanças serem bastante evolutivas de formas a não comprometer a essência dos resultados finais. Assim levamos em conta também dados de outros trabalhos e levantamentos sociológicos feito na região nos últimos anos Dados relativos aos municípios e bairros abrangidos pela pesquisa. Na ausência de delimitação do bairro, será identificada a área em que foi realizada a pesquisa(conforme §6º. do art. 2º. da Resolução-TSE nº. 23.549/2017, Até o sétimo dia seguinte ao registro da pesquisa, será ele complementado com os dados relativos aos bairros abrangidos; na ausência de delimitação do bairro, será identificada a área em que foi realizada):
 
Dados relativos aos municípios e bairros abrangidos pela pesquisa. Na ausência de delimitação do bairro, será identificada a área em que foi realizada a pesquisa(conforme §6º. do art. 2º. da Resolução-TSE nº. 23.549/2017, Até o sétimo dia seguinte ao registro da pesquisa, será ele complementado com os dados relativos aos bairros abrangidos; na ausência de delimitação do bairro, será identificada a área em que foi realizada):

 

Home content advertisement 2
Don't miss the stories followJornal Eletrônico Correio Continental and let's be smart!
Loading...
0/5 - 0
You need login to vote.
Your comment?
Leave a Reply

Email Subscription